Primeira Impressão

A PRIMEIRA IMPRESSÃO

Devemos tomar cuidado com as avaliações que fazemos a respeito das pessoas e, até mesmo das situações em que elas estão envolvidas. Quando enxergamos apenas com as nossas emoções, permitimos que os nossos olhos nos dominem e nos levem acreditar ser verdadeiro o que estamos vendo. Julgamentos precipitados levam vidas à ruína, estragam relacionamentos e, conseguem transformar inverdades em verdades absolutas. É por isso que devemos ser cautelosos quanto a nos tornarmos juízes no pequeno mundo em que vivemos. Romanos 14:14.
Quando ao nos depararmos com situações as quais somos levados a acreditarmos no que vemos, devemos ser pacientes até o desfecho final e, isso às vezes não é tão rápido quanto queremos. O melhor exemplo é a natureza quem nos dá. observarmos atentamente as quatro estações do ano e nos focarmos em uma árvore frutífera como um pé de pêra, por exemplo, nós veremos que a árvore se apresenta com um aspecto diferente, de acordo com a estação do ano. nullNo inverno está feia, seca, retorcida. Na primavera se apresenta vistosa, cheia de brotos e, carregada de promessas. No verão está bonita, coberta de flores, exalando um cheiro doce e suave. E no outono, se mostra carregada, cheia de frutos que se transformarão nas mãos de artistas culinários.
Assim são as pessoas que julgamos: Um mendigo, morador de rua que todos estavam acostumados a ver esmolando na esquina durante anos, de repente se transforma em um locutor de rádio cuja voz e reverenciada como uma das mais bonitas do mundo. Deus em sua infinita sabedoria não nos vê quando ainda estamos no inicio de uma jornada, e sim quando a terminamos. Ele conhece os nossos caminhos e tudo o que acontecerá ao percorrê-lo. Lucas 6:37.
O que enxergamos em um ser humano não é seu estado definitivo, porque só temos a capacidade de ver o que nos é apresentado. A Bíblia relata que alguns sem o saber hospedaram anjos em suas casas. Hebreus 13:2. Imagine deixarmos de ter esta honra maravilhosa por causa de um julgamento precipitado?
O humilde, o pobretão, o João ninguém, aquele que todos ignoram, pode (assim como a lagartixa que se transforma em uma linda borboleta), segundo a vontade do Senhor passar por uma metamorfose e ser em um futuro não muito distante, aquele que todos irão reverenciar. Davi não possuía habilidades de acordo com os padrões humanos para ser um estadista, ele era só um jovem que apascentava as ovelhas do seu pai e, no entanto, ele se tornou rei em Israel. Sejamos sábios e tratemos os que nos rodeiam em igualdade, sem nos atermos a detalhes que na visão de Deus não existem. Diante do Senhor somos todos iguais. O que nos diferencia é o temor que temos para com o Seu nome.

Wilson Lançoni


Comments are closed.